sábado, 13 de novembro de 2010

APROVADOS!!!



Salut!!!

Pessoal, fizemos ontem a nossa entrevista com o M. Leblanc e fomos APROVADOS!!! CSQ em mãos e uma otima sensação de dever cumprido.

Bom, nossa entrevista não foi muito diferente dos relatos que vimos por ai, mas mesmo assim vamos colocar como foi a nossa experiencia também, mas vamos começar pelos dias anteriores...

Recebemos a convocação mais ou menos duas semanas depois do envio dos documentos para fazer a entrevista 15 dias depois. Foi tudo muito rápido, e mesmo já tendo uma rotina de estudos, ainda não estavamos preparados para passar por uma entrevista e nem tinhamos todas as nossas pesquisas prontas. Ou seja, começamos a surtar!!!!

Tivemos que tomar uma decisão muito séria. A partir daquele momento, nada e ninguém mais existiria para nós, nada seria mais importante que o nosso preparo e não sairiamos de casa para visitar ninguém. Cada minuto fora do trabalho seria dedicado ao nosso preparo e ao preparo do projeto. Até o Fabiano desligou os video games dele, e pra quem conhece o Fabiano sabe que pra ele desligar os video games só por uma situação muito séria mesmo, sem contar a crise de abstinencia... rsrsrsrs...

Enfim, estudamos muito. Fizemos aulas preparatórias para a entrevista com a Catherine lá na École, que nos ajudou muuuuuito, e em casa enquanto eu ficava com as pesquisas o Fabiano ficava estudando mais um pouco, pq ele era o requerente principal, e tem um pouco mais de dificuldade com idiomas.

Confesso que nesse meio tempo também tive umas crises de cansaço, TPM, saco cheio, stress da situação somado com problemas no trabalho, mas que juntos conseguimos superar. Tenho muita sorte de ter o Fabiano comigo, por que não é fácil segurar a barra quando fico nessa situação de stress + cansaço + deprê, mas ele conseguiu e consegue sempre. Isso é muito importante para nós.

Não dormimos direito em algumas noites que antecederam a entrevista, mas inacreditavelmente na noite anterior, nós dois dormimos tão bem que nem parecia que algo tão importante estava para acontecer.

Na sexta feira, dia da entrevista, acordamos bem, revisamos algumas coisinhas do projeto, e vimos o nosso planejamento para sair de casa. Queriamos sair cedo para evitar atrasos. Nessa hora, comecei a ficar ansiosa e ter tremedeira, dor de barriga e muito medo. Digo que tinha medo, por que para nós este era um momento decisivo. Se passassemos, teriamos como sonhar e planejar nossa vida lá no QC, mas se não passassemos, seria como uma pausa bem longa nos nossos planos.

Enfim, saimos as 11:30 de casa, e a entrevista estava marcada para as 13:30. Vai que tem algum problema no transito ou algo do tipo e a gente se atrasa né!? Melhor previnir.... Mas quando era meio dia já estavamos lá dentro do estacionamento do prédio.

Como estava cedo, resolvemos almoçar por lá mesmo. Achei que não fosse conseguir comer, mas como não comer é algo muito dificil pra mim, acabamos indo numa pizzaria para almoçar. O unico problema é que meu nervosismo estava começando a aumentar e mal conseguia segurar os talheres. Derrubei umas 3 vezes.. rsrsrs...

Enfim, almoçamos tranquilamente (como se fosse possivel né) e voltamos lá pro prédio do BIQ. Esperamos uns 5 minutos lá na recepção e pediram para subirmos. Nessa hora, as minhas pernas estavam meio moles. Tinha um casal que subiu com a gente no elevador, que acho que vieram de longe, por que estavam com malas.Tentamos começar uma conversa, mas eles pareciam tão tensos (e a gente também) que acabamos deixando pra lá, e como o honey disse, ele também não queria deixar o francês sair da cabeça dele.

Quando chegamos lá na recepção do BIQ, o casal entrou primeiro e a recepcionista já foi dizendo que a Elsy os atenderia, que era pra eles aguardarem e em seguida já foi falando que o Leblanc estava nos aguardando. Nessa hora, foi d+ olhar pro honey... ele estava com um sorriso de alivio no rosto e com os braços meio abertos como se um peso tivesse saido dos ombros dele. Torcemos muito para fazer a entrevista com o Leblanc e era como se tudo estivesse conspirando ao nosso favor. Nem tivemos tempo de nos preparar psicologicamente pra isso tudo e ele já estava lá do nosso lado pra nos encaminhar para a sala dele.

E agora era a hora da verdade. Senti as tais butterflies no estomago, mas não tinha mais nada que pudessemos fazer a não ser passar pela entrevista. É impressionamente como a gente se prepara e na hora H parece que não fizemos nada.

Enfim, a entrevista foi super tranquila. Ele não enrola e vai direto ao assunto. Começou pela conferencia dos documentos: passaporte, certidões, comprovantes de trabalho, diplomas. De repente, ele pergunta de onde saiu meu segundo nome, se era do pai ou da mãe. Mas não era de ninguém, é nome composto e eu tentava explicar ele não entendia isso. Até que parece que caiu a ficha e ele entendeu. Foi só um sustinho basico no começo, mas passou. Nunca vou dar nome composto pros meus filhos.

Bom, de volta à entrevista, ele perguntou sobre a cidade que queremos morar e quando falamos Ville de Quebec ele mostrou uma reação positiva. Legal!!! Dai ele começou a perguntar sobre as nossas profissões. Falamos um pouco sobre o mercado de trabalho que é favorável tanto pra mim (adm) quanto para o Fabiano (TI) e mostramos a pesquisa de vagas de emprego e ele pediu o nosso CV. Uma coisa que reparamos é que ele é muito detalhista e verifica meeeesmo as nossas pesquisas. Ele até olhou as vagas de emprego comparando com o CV, como se fosse recrutador de empresa. E perguntou qual era o plano A e o plano B.

Nessa hora, mais um pontinho positivo pra gente, na verdade pro Fabiano. Ele elogiou muito o modelo de CV do Honey, falou que estava otimo e até pra eu fazer o meu no mesmo formato. Disse até pra gente já começar a mandar o CV para as empresas do Quebec pra testar a aceitação.

Ai veio a parte dos conhecimentos de idiomas. Falamos sobre o curso de francês que fazemos na École, que ele disse pra não pararmos e fizemos questão de dizer que já estamos matriculados pro intermediário do ano que vem. Mostramos também os comprovantes de estudos de inglês da cultura inglesa do Honey e meu toefl e comprovantes do curso de Toronto, mas ele nem perguntou mais nada. Ainda bem, por que quando tentavamos falar em inglês era muito engraçado, por que saia várias palavras em francês no meio.

Nessa hora, ele simplesmente vira para nós e pergunta qual a nossa motivação para imigrar para o Quebec. Essa estava na ponta da lingua. Acho que respondemos essa pergunta tantas vezes nas aulas preparatorias na École, que foi a parte mais fácil da entrevista.

Ai, a minha cabeça já estava a mil por hora. Vi no relogio dele que já tinha 45 minutos de entrevista e pelo que tinhamos estudado, faltava muuuuita coisa ainda pra ele nos perguntar, tinhamos muitas pesquisas pra mostrar e muito o que falar. Mas não fazia muito sentido a entrevista durar muito mais tempo que isso, por que pelos relatos que lemos por ai, as pesssoas diziam que era em torno de 30 a 45 minutos mesmo, mas pra gente ainda faltava muita coisa. Ai comecei a ficar com medo. Será que não passamos e ele nem vai se dar ao trabalho de perguntar tudo!?

De repente vejo a impressora dele funcionando, maaas ao mesmo tempo ele se vira para nós e nos pergunta o que conhecemos do Québec. Putz, justo essa pergunta que eu estrava na duvida do que deveriamos falar ou não. Mas enfm, acabamos falando das pessoas, do orgulho das origens francesas, da comida, das festas, e quando vi ele colocando um documento na mesa dele que mostrava 72 pontos, ai relaxei!!! (Pra quem não conhece o esquema de pontos, casais precisam de no minimo 63). Enfim, ai começamos a falar da cidade, dos parques, das atividades ao ar livre e a conversa deslanchou, demos risadas, ele concordou em muitas coisas e simplesmente colocou um documento na nossa frente escrito "certificat de selection du quebec" que eu ainda não acreditava que era o CSQ, apesar de estar escrito na minha frente e o honey me mostrando e olhando pra mim sorrindo.

Enfim, mais uma vez ele foi direto ao assunto, deu todas as instruções e nos falou várias vezes felicitations. Nessa hora queriamos agradecer mais, mas nos faltou palavras. Simplesmente falamos uns "Merci, merci", nos despedimos e fomos embora felizes da vida, aliviados e com a sensação de dever cumprido...

Agora, parece que saiu uma tonelada dos nossos ombros e já podemos sonhar de verdade e fazer nosso planejamento de verdade também!!!

Quando as pessoas me falavam para ter calma que seria tranquilo, eu não acreditava, mas é a unica coisa que temos para dizer para quem ainda vai fazer a entrevista... Muita calma e caprichem no francês!!! Falem bastante e não tenham medo.

Desculpem o relato gigantesco, mas queriamos compartilhar como foi a nossa jornada toda para o tão sonhado CSQ.

À bientôt!

12 comentários:

Ju disse...

Parabéns aos dois! \o/

Família Marcondes disse...

Parabéns Ju e Fabiano! Fico muito feliz por tudo ter dado certo. Continuamos na torcida.

Abç,
Fernanda

Simone e sua turma disse...

Parabéns =D
Agora é o Federal, vamo q vamo.
Bjs

Ca e Ca no Ca-nada disse...

Parabens pela conquista!Como disse no blog, mesmo nos conhecendo apenas por blogs, fico muito feliz com a novidade!
O Carlos tá aqui do meu lado falando que acabou de associar a imagem de voces com a do casal que participou das últimas aulas dele na École, com o Alexandre e a Susie, coincidencia, né?!
Sucesso e muitas felicidades... Bjs

Ricardo disse...

Aeeee!!! Muito Legal saber como foi a entrevista de vcs!! Eu disse que ele olhava o cv x vagas.. hehehe Meus Parabéns!! Agora é enviar o Federal!!!

[ ]'s
Ricardo Liu

Diário Canada Brasil disse...

Gente, vcs são o casal mais corajosos que já encontrei pelos blogs da vida, digo isso pq parece q foi ontem vcs se questionando a respeito das horas de frances, e agora com o csq.
Realmente abrir mao de muitas coisas q gostamos (games) pra priorizar o processo não é facil, mas tudo em nome da realização de sonho, né?

Vale a pena,
Sorte pra vcs.
diariocanadabrasil.blogspot.com

Ju Chemim Tambosi disse...

Parabéns ao casal!!!
Nós passaremos pela entrevista nesta semana!!! 17/11, 13:30... rezem por nós e mto obrigada pelo post!!!
Bjs

Nós em Montréal disse...

Olá Juliana e Fabiano

Parabéns por terem conseguido o CSQ!!!!

Nosso processo esta rápido como foi o de vcs, mas com uma folguinha a mais.. Nossa entrevista será em 07/12... que friozinho na barriga!!!

Obrigado pelo post sobre a entrevista... Nos ajuda muito!!!

Vamos seguir vcs... até +!!

Anônimo disse...

Olá! Parabéns pelo CSQ. Toda a dedicaçao de vcs foi recompensada, e isso nao tem preço!
Juliana, diga-nos, qual é o teu nome do meio???
Um abraço,
Joseli

Mme K disse...

Oi! Mil parabéns pelo CSQ! :)

Achei seu blog no Orkut, é muito legal ler sobre outras pessoas que estão passando pelo processo! :)

Abraço.

Anônimo disse...

Boa Noite Fabiano e Juliana

EU E MEU ESPOSO ESTAMOS TB NO PROCESSO FEDERAL DEMOS A ENTRADA DIA 23 DE NOVEMBRO MAIS POR BUENOS AIRES PQ NOS MORAMOS NO PARAGUAY FAZ 4 ANOS E ESSA ZONA PERTENCE A BUENOS AIRES, ESTAMOS QUERENDO FAZER NOVOS AMIGOS PARA A TERRA GELADA PORQUE SABEMOS Q SE ADAPTAR EM OUTRO PAIS EH BASTANTE DIFICIL JAH TEMOS ESSA EXPERIENCIA... adorei seu blog , infelizmente nao temos blog pelo fato de falta de tempo .... beijos e feliz ano novo ! deixo meu msn se caso vc juliana quer me adicionar ai vai rebeca_sampaiolopes@hotmail.com

Liana disse...

Olá!!! Estou lendo tuuuudinhoooo do seu blog! Vc é bem detalhista e isso me ajuda muito, pois como boa mulher q sou quero saber tudinhooo! Hehehe ! Comecei lendo os seus posts mais recentes, sei q estao sofrendo um pouquinho com a espera, mas logo dara td certo vc vai ver!!!
Nós estamos no comecinho ainda, nosso projeto deu uma parada ano passado mas agora retomamos, nosso blog é pobrinho ainda... :) adorei este post, td foi muito rapidonesta primeira fase né, q legal!
Bom parabens! Eu, vou continuar minha leitura aqui!
Bjao!!!