segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Fleurimont, página virada

Salut pessoas

Estamos voltando aos poucos à vida virtual e vamos começar a colocar os assuntos em dia.

Como muita gente me pergunta sobre o Fleurimont como opção para os primeiros meses de Montreal e já que finalizamos o nosso contrato no ultimo dia 30, vou contar um pouco sobre como foi a nossa experiencia lá. E, já adiantando, apesar do titulo do post ser "Página virada" não significa que a nossa experiencia foi ruim, mas sim uma fase da nossa integração que passou e agora começaremos outra!

Já fiz alguns outros post sobre o Fleurimont e se alguém tiver interesse em fotos ou outras informações, elas estão no marcador Aluguel.

Bom, diferente dos outros apartamentos temporários que existem por ai, o Fleurimont só faz contratos de 3 meses, e no final do segundo mês você tem que avisar se fica por mais 3 meses ou não. Na minha opinião a vantagem de ficar num apartamento temporário por 3 meses é ter tempo suficiente para conhecer a cidade e formar uma opinião sobre os bairros e ter uma ideia melhor de onde você quer morar, já que quando alugamos um apartamento definitivo o contrato é feito por 1 ano e em alguns lugares pode ser problemático repassar o aluguel caso você não queira ficar no apartamento que alugou. Para muitas pessoas 3 meses pode parecer muito tempo e muitos conseguem fazer tudo em menos de 1 mês, como podemos ver em relatos de outros blogs, mas para nós esse foi o tempo ideal para a tomada de decisão e esse tempo no Fleurimont foi extremamente válido para nós.

Uma das coisas que mais gostamos no Fleurimont é a localização e o fácil acesso a tudo. O bairro não é bonito e o prédio inclusive fica em uma avenida bem feia, mas em compensação é super bem servido de transporte. O Fleurimont fica a 10 minutos a pé do metrô Rosemont (linha laranja), mas é possível ir de ônibus também e o ponto do ônibus para esse metrô fica na esquina seguinte ao prédio. Eram poucas as vezes que a gente ia de ônibus pois costumávamos andar para nos exercitar e o trajeto (sem neve) é super tranquilo. Outra opção, é a estacão Fabre do metrô (linha azul) que fica a 15 minutos a pé do Fleurimont e o ponto de ônibus para chegar até esse metro é em frente ao prédio. E além disso, também tem a opção de ir até a estacão Papineau (linha verde) que fica a 15 minutos de ônibus e o ponto do ônibus fica quase do lado do prédio. Portanto, no quesito transporte o recém chegado não terá problemas. 

Em relação ao com
ércio como supermercado e farmácias, a região também é bem servida, pois existem 2 supermercados (um pouco menores e um pouco mais caros, estilo Pão de Açúcar) e uma farmácia bem grande que é possível ir a pé e um outro maior e mais em conta que fica a aproximadamente 15 minutos de ônibus.

Falando dos apartamentos do Fleurimont é bom ter sempre em mente que nem todos os apartamentos são iguais. Alguns são reformados e outros não, uns tem uma distribuição de espaço diferente dos outros e os móveis geralmente não são iguais. O nosso apartamento era teoricamente um 2 e 1/2, mas na prática era um 1 e 1/2, por que eles contam "ambientes" e não cômodos  fechados como em todos os outros lugares. Os apartamentos não possuem nenhum tipo de utensilio doméstico, como louças, panelas, talheres, microondas, etc e nem TV. Os únicos eletrodomésticos que eles oferecem são  fogão e geladeira, mais nada! E quem quiser pode colocar internet e tv a cabo pois todos os apartamentos possuem os cabos para isso, mas cada um tem que contratar seu próprio serviço.


Para nós aconteceram somente algumas coisinhas pequenas porém chatas em relação ao Fleurimont, mas que foram resolvidas e acho que por serem pequenas não mudam a nossa recomendação quanto aos imóvel.


A primeira coisa chata foi que em um sábado de setembro o prédio todo ficou praticamente o dia inteiro sem água quente. Houve um problema no sistema elétrico e a pessoa que faz a manutenção demorou um pouco para chegar. O que me estressou foi que a concierge não teve senso de urgência nesse momento e ao invés de ligar no celular do eletricista, ela simplesmente mandou um email e esperou metade do dia para ele ler. Só depois que ela começou a ouvir reclamações de vários moradores é que ela se mexeu de verdade. Mas, esse problema da água aconteceu 1 unica vez e nunca mais. E os mais antigos do prédio, dizem que isso nunca tinha acontecido antes.


Outra coisa chata é quando 
você avisa que vai sair do imóvel eles começam a levar pessoas pra visitar o apartamento. Foram 2 visitas enquanto a gente estava lá e sabe-se lá quantas na nossa ausência! Mas sei que isso é normal aqui, por que nós mesmos visitamos apartamentos com os moradores dentro e em todos os prédios o concierge tem uma cópia da chave de cada um, entao isso nao é problema exclusivo do Fleurimont!

E finalmente, 
não sei se eu  havia comentado, mas ficamos num apartamento daqueles de "meio sub-solo", o que eles chamam de rez-de-chaussée e temos algumas ressalvas quanto a esse tipo de apartamento. Por ser no nível da rua (quando a gente olhava na janela via os pés das pessoas na calçada), não dava para deixar a janela aberta sempre para ventilar o apartamento o que acabava deixando o ambiente bem abafado. No inverno, quando nevar de verdade não vai dar pra abrir a janela de jeito nenhum, então a sensação de lugar abafado vai ficar pior. Já nos andares mais altos isso não é um problema, os apartamentos são mais arejados e todas as janelas podem ser abertas. Infelizmente quando chegamos não havia nenhum apartamento mais alto para alugarmos.

De um modo geral, achamos que os 3 primeiros meses no Fleurimont foram muito bem aproveitados e com certeza, se estivéssemos chegando novamente, ficaríamos de novo lá até organizarmos a nossa vida por aqui. Não ganhamos nada recomendando o Fleurimont, mas mesmo assim dizemos para quem nos perguntar que ali é uma ótima opção para a chegada até organizar a vida. Para nós, 3 meses foi o tempo que precisamos para termos certeza do que queríamos e tomarmos uma decisão tranquilamente em relação a um contrato de aluguel de médio prazo. Ao mesmo tempo, hoje estamos muito felizes pois passamos essa primeira fase e agora começamos uma nova etapa, num lugar que podemos chamar de nosso "chez nous", alugado, mas mesmo assim "chez nous".


E em breve próximos capítulos!


A bientôt.

5 comentários:

vidanovavilleduquebec disse...

Jú,
mto mto mto obrigada pelo seu relato! Eu ja escolhi o Fleurimont como meu lugar de 03 meses para ficar qdo eu chegar! e graças aos seus comentários, sei melhor o que escolher!
Boa sorte por aí! e que tudo dê cada vez mais certo!
Grande Abraço!
Darlene

Nossa Terra Prometida disse...

Ju, o post que eu estava aguardando! Tudo bem que eu e a Pat tivemos uma prévia bem privilegiada né?!
Gostei muito e também estou bem inclinada a escolher o Fleurimont. Acho que a única questão mais complicada é não ter TV, microondas e internet, mas dá para resolver logo no início.
Beijos

Tania Vianna disse...

Olá, seu post ajudou muito.Nós queremos morar no bairro de LaSalle, estamos procurando desde aqui apt. mobilhados... Mas, certamente é uma boa opção o Fleurimont.
sagacanadense@blogger.com

SonhoComCanada disse...

Passo para desejar uma boa semana e enviar boas vibrações para a nova etapa, pós-Fleurimont.

abraços;
Catherine
http://meetyoutherecanada.blogspot.com

Flávia disse...

Parabéns por mais essa etapa, amiga! Quero conhecer a casinha nova pelo Skype depois...hehehe..

Bjsss