segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Testando a empregabilidade

Salut pessoas

Após 13 meses de espera pelo visto de residente, é natural que passamos a pensar que "está mais perto do que longe" e por isso agora as coisas estão ficando mais sérias. O visto ainda não saiu, mas existe a promessa de que sairá em janeiro e por enquanto ainda estamos acreditando. E, com a "proximidade" do visto, começamos a dar uma olhadinha bem discreta ainda, no mercado de trabalho.

Muitos sabem que eu ainda não sei o que quero da vida. Tem dias que quero começar tudo do zero e estudar para entrar em uma nova área e tem dias que quero trabalhar e ter dinheiro no bolso pra aproveitar a vida. Neste momento estou na fase de querer trabalhar, porém tem que ser um trabalho tranquilo para que eu não passe por tudo que passei nos últimos 7 anos no Brasil. Trabalhar das 9 até as 22 horas, cobranças absurdas por resultados impossíveis e chefes que praticam intimidação e assédio moral estão absolutamente fora de cogitação, obviamente. Quem já passou por tudo isso como eu, tem medo de entrar numa fria de novo, por isso os olhos estão bem abertos e a analise das vagas tem sido bem cautelosa para que o trauma, que ainda é bem recente, não se repita. Afinal, não viemos para o Canadá para sofrer!

Mas voltando ao assunto, depois que entrei na fase de "considerar a possibilidade de trabalhar ao invés de estudar", atualizei meu curriculum e me inscrevi em um site de recrutamento. Apliquei para uma vaga há alguns dias atrás e, para a minha surpresa, um selecionador entrou em contato comigo e marcamos uma entrevista e alguns testes.

Hoje foi o "grande dia". Conversamos por aproximadamente 30/40 minutos e inclusive expliquei que neste exato momento não poderia começar a trabalhar pois ainda aguardo o RP que possivelmente chegará em janeiro, mas mesmo assim ele fez todo o processo como se eu já estivesse 100% "regularizada". 

Após a nossa conversa ele me encaminhou para fazer alguns testes. Teste escrito de gramática de francês e inglês, word, excel e power point. Os testes de word, excel e power point eram "praticos" e foram super tranquilos. Cada teste era composto por 55 tarefas e algumas eram até ridículas, como por exemplo: Coloque o texto selecionado em negrito. Porém outras eram mais difíceis, como fazer macros no excel que é algo que não sei fazer e nunca tive paciência de aprender (apesar de usar trocentas planilhas cheias de macros nos antigos empregos que tive). Já os testes de gramática eram bem difíceis, principalmente o de francês, que exigia um nível bastante elevado de conhecimento do idioma. Não tinha múltipla escolha, era preciso escrever corretamente mesmo. E, apesar de ter tirado uma nota baixa (entre 60 e 70%) achei que até fui melhor do que imaginei, pois pensei que a minha nota seria por volta dos 40%, pois a prova estava dificílima!

Finalmente, depois de 5 horas fazendo provas no escritório da empresa de recrutamento, recebi o feed-back final do selecionador, e por ter sido a minha primeira entrevista canadense e primeira entrevista em francês, posso dizer que sai de lá até que contente. O selecionador falou que em relação aos testes de word, excel e ppt, as notas foram super acima da  média, mas também né o nível de exigência deles aqui foi extremamente básico. No entanto, em relação ao idioma, obviamente tem que ser melhorado. O que me deixou contente foi que ele achou que falo bem, porém meu problema é ao escrever, no entanto, faremos um novo teste escrito assim que o RP sair para tentar elevar a nota.

Uma dica que ele me passou e acho que vale a pena passar para todos é que, na área de Administração (que é a minha formação e é obviamente a área da vaga que apliquei), diferente da área de TI por exemplo, o nível de exigência do francês falado e escrito é bem elevado, mas principalmente do francês escrito. Ele também disse que as empresas contratantes, pedem para ver não somente o seu cv, mas também as cópias dos testes que você fez para saber aonde estão as suas maiores dificuldades.

Outra dica importante é, mantenham um bom relacionamento com pessoas chaves em seus empregos anteriores. Ele me solicitou pelo menos 1 pessoa de contato, com cargo de liderança, em cada uma das empresas onde trabalhei, seja estágio ou não e, ele me garantiu que ele entrará em contato com essas pessoas nos próximos dias.

E, para finalizar a conversa, combinamos de que assim que sair o nosso visto de residencia, entrarei em contato para refazer o teste de francês e, tirando uma nota maior (de preferencia acima de 75%) serei encaminhada para entrevistas com as empresas (espero que isso funcione na pratica também).

Mas enfim, fazendo um balanço deste primeiro teste com o mercado de trabalho canadense, acho que no final das contas o resultado até que foi positivo. Me senti bem a vontade na conversa com o head hunter e não passei por nenhum sufoco, mostrei bons resultados (pelo nível deles) nos testes práticos, recebi um feed back super positivo quanto às minhas experiências, qualificações e etc e consegui identificar meu maior problema e principal ponto a ser desenvolvido, que é o francês escrito. E independente do que eu pense em fazer da vida, seja estudar ou trabalhar, está na hora de começar a escrever em francês, abandonando o corretor automático que tanto senti falta na hora da prova!

A bientôt.

10 comentários:

Flávia disse...

Ê Ju, que legal!!!!! Valeu muito como experiência essa sessão de testes, hein?

Muito melhor assim do que sair com aquela sensação que saímos em algumas entrevistas no Brasil, sem feedback nem nada. É bom que você consegue treinar sozinha o que você precisa melhorar e também o curso de francisação deve ajudar bastante.

Bjs pros dois!

Carolina et mon chum disse...

Achei excelente saber extamente o que precisa melhorar para entrar no mercado de trabalho. No próximo vc já estará apta!!!
Boa sorte!

Julia disse...

Achei muito legal a sua experiência com a entrevista! Muito legal mesmo, apesar de voce não estar com o visto em mãos, já está treinando para quando o visto chegar.

E foi muito bom o seu resultado, acho que o caminho é esse mesmo: ser avaliada e correr atrás dos pontos a melhorar. E é muito legal saber que eles dão esse tipo de feedback, assim fica fácil de melhorar.

Qual foi o site de recrutamento que você usou?
Estou chegando aí em Janeiro e vou tentar fazer o mesmo que você!

Obrigada pelas dicas!

Beijos,

Julia.
http://voilapourquoi.wordpress.com/

Julia disse...

Juliana, obrigada pela resposta! Em janeiro vou me cadastrar no site deles e ver se eu tenho a mesma sorte que você!

PS: Temos quase o mesmo nome, eu sou Julia Nogueira :-)

Ju Chemim Tambosi disse...

Oi Ju...
Mto bom post...
Passei pela mesma situação que vc aqui... chegava a trabalhar 12 hrs ou mais por dia! Vai fazer 2 anos que saí do emprego e tenho me dedicado ao projeto Canadá 2012!
Quero algo que deixe eu ter Qualidade de Vida... é em busca disso que vamos nos mudar!
Boa sorte... tenho acompanhado algumas pessoas que estão no processo e o pessoal do início de novembro jé está recebendo os pedidos de exames... boto fé que o de vcs sai logo tbém!

Camila disse...

Oi Juliana,
eu tb me sinto completamente perdida. As vezes penso em trabalhar, outras em começar outra faculdade, outras em fazer uma pós... mas iremos nos achar, cedo ou tarde.
Mto boas suas dicas, tb sou da area administrativa e é bom já ir sabendo desde já como as coisas funcionam aí nessa área.
Boa sorte na sua busca. Com certeza logo logo seu francês escrito vai estar tinindo e mtas oportunidades surgirão!

abs.

Uilian disse...

Oi Juliana,
Acompanho o seu blog e gostei muito deste post.
Qual foi o site de recrutamento que você usou?
Uilian

Juliana disse...

Olá pessoal!
Fico feliz que gostaram das dicas! Conforme tivermos mais novidades, vamos colocando aqui.
Só depois que percebi que não havia colocado o nome do site onde me cadastrei, foi mal. A empresa de recrutamente se chama Randstad e o site é http://www.randstad.ca/
:D

Nossa Terra Prometida disse...

Ju, que legal! Parabéns!! Vc está se esforçando e esse feed-back é o primeiro fruto dos muitos que vc colherá.
Adorei as dicas e o post.
Bjs
La

SonhoComCanada disse...

legal o depoimento. espero que o visto saia em janeiro. que vc possa realizar o teste de francês novamente e ter uma vaga na empresa.
eu estou estudando administração. bom ler depoimentos de gente da mesma area. Mas no meu caso que quero ir para a parte inglesa, o frances nao deve ser taoo exigido, como em Quebec, né ?

abraços;
Catherine
http://meetyoutherecanada.blogspot.com/